domingo, 26 de fevereiro de 2012

Texto 3 - Primeiros Anos

As Sociedades Hidráulicas e o Modo de Produção Asiático (Parte I)

Observe as imagens abaixo:




Lakshmi - Deusa da Fertilidade e Prosperidade Indiana


Agricultores Chineses na Atualidade

Você deve ter notado que as imagens retratam três lugares diferentes: o Egito, a Índia e a China. E que, apesar das diferenças, as três apresentam uma semelhança: a agricultura. É porque dizemos que ali se desenvolveram as Sociedades ou Civilizações Hidráulicas. Elas recebem esse nome justamente por terem se desenvolvido às margens de grandes rios: Nilo (Egito), Tigre e Eufrates (Mesopotâmia), Indo (Índia) e Huang-Ho/Amarelo (China).

O Crescente Fértil

Observe a imagem abaixo:


Ela mostra a região da Terra conhecida como Crescente Fértil. A imagem à esquerda é do Google Maps (Satélite) e a da direita é a representação gráfica e artística. Por ela, podemos perceber que esse nome (Crescente Fértil) foi dado, porque a região "parece" com uma Lua Crescente, e também porque é uma região extremamente fértil. Ali se desenvolveram as primeiras civilizações da Antiguidade, no Egito (esquerda) e na Mesopotâmia (direita).

1) Egito: a civilização egípcia se desenvolveu às margens do Rio Nilo, que tem mais de 6.800 Km de extensão. No início, as comunidades eram independentes, chamadas de nomos e governadas pelos nomarcas. Segundo a tradição, foi Menés que unificou as regiões do Alto e Baixo Egito, dando início à Primeira Dinastia (cerca de 3150 a.C.). A Capital do Antigo Império era Mênfis. Por isso, também chamamos a esse período de Império Menfita. O Antigo Império durou até 2400 a.C. Foi nessa época que foram construídas as Grandes Pirâmides de Quéops (Khufu), Quéfren (Kahf-re) e Miquerinos (Menkaure), todas de 2500 a.C. (Na Quarta Dinastia), aproximadamente. Abaixo, mapa ilustrado do Egito:


Em seguida, teve início o Médio Império (2040 a 1580 a.C.). A capital se deslocou para Tebas, e teve início a conquista da Núbia (Sul). Essa época também é chamada de Primeiro Império Tebano, e teve fim com a conquista do Egito pelos hicsos, povo semita que se estabeleceu no Delta do Nilo e construiu a cidade de Avaris. Os hicsos introduziram, no Egito, a utilização do cavalo e do ferro.


Finalmente, em 1580 a.C. teve início o Novo Império, que durou até 1085 a.C., também chamado de Segundo Império Tebano. Nessa fase, os hicsos foram expulsos e Tebas voltou a ser a capital do Império. A mais famosa Dinastia egípcia, a Décima Oitava, é desse período. Dela fazem parte os faraós Tutmés I e Tutmés II (pai e filho), a Rainha Hatchepsut (filha de Tutmés I e meia-irmã de Tutmés II, reinou vestida de homem e trouxe prosperidade ao Egito), Tutmés III (o "Napoleão do Egito"), Akhenaton (esposo de Nefertiti, instituiu o monoteísmo, durante o seu Governo) e Tutankhamon (túmulo descoberto por Howard Carter, em 1922, cem anos depois de Champolion descobrir a Pedra de Rosetta). Abaixo, a Máscara Mortuária de Tutankhamon:


Na Décima Nona Dinastia, viveu Ramsés II, que ordenou a construção do complexo de Abu-Simbel (foto abaixo) e travou a Batalha de Kadesh, contra os Hititas.


A Vigésima Sétima Dinastia foi criada por Cambises II, rei persa, que conquistou o Egito (530 a.C.). Dessa Dinastia também fizeram parte Dario I e Xerxes I. Abaixo, Mapa do Império Persa, nessa época:


Como sabemos, os persas tentaram invadir a Grécia, mas não tiveram êxito. Tempos depois, Alexandre, O Grande, fez o caminho inverso: conquistou o Egito (332 a.C.) e acabou com o Império Persa. Em seu lugar, criou o Império Macedônico (mapa abaixo):

Assim, acabou a História do Antigo Egito...

2) Mesopotâmia: essa região foi chamada assim pelos gregos, porque situa-se entre dois rios (Tigre e Eufrates). "Meso" significa "meio" e "potamos" significa "rio". A antiga Mesopotâmia chama-se, atualmente, Iraque (palavra que pode significar "cidade", "fértil" ou "planalto"). Veja, abaixo, o Mapa da Mesopotâmia:


Diferente do Egito, a Mesopotâmia foi habitada por diversos povos, que lutaram entre si pelo domínio da região, durante muito tempo. Os mais antigos foram os Sumérios, que construíram seus centros urbanos (Ur, Uruk, Kish e Eridu, por exemplo), cerca de 4.000 a.C. Eles desenvolveram a escrita cuneiforme (diferente dos hieróglifos egípcios), construíram os zigurates (templos piramidais) e desenvolveram a astronomia, astrologia e matemática. Abaixo, representação artística de uma cidade suméria:


Foi analisando os processos de irrigação e urbanização da Suméria, que o arqueólogo australiano Vere Gordon Childe (1892/1957) criou a expressão "Revolução Urbana" e "Revolução Neolítica", nos anos 40. Ele caracterizou a ideia de civilização, usando dez critérios:


1- Maior densidade demográfica 
2- Especialização do trabalho 
3- Produção de excedente agrícola 
4- Construções impressivas 
5- O surgimento de uma classe dominante 
6- Surgimento da escrita 
7- Elaboração de ciências exatas 
8- Estilos sofisticados de arte 
9- Comércio exterior regular 
10- Existência do Estado


Vale lembrar que as cidades sumérias eram cidades-Estado, isto é, eram independentes. Cada uma tinha suas próprias leis e líderes. Um desses líderes tornou-se lendário: Gilgamesh, de Uruk, tem sua vida e história contada na Epopéia de Gilgamesh. Na ilustração abaixo, vemos Gilgamesh, Humbaba e Enkidu (figuras lendárias):




Em 2350 a.C., um rei semita, chamado Sargão, conquistou a Suméria, dando início ao Império Acadiano. Diz a lenda que ele foi colocado por sua mãe num cesto, e criado por um pastor. Um neto seu, chamado Naram-Sin, se intitulou "Rei dos Quatro Cantos do Mundo". Observe abaixo, a Estela de Naram-Sin, onde ele aparece maior que os deuses:




Essa foi mais uma das características do Modo de Produção Asiático que teve início em 2500 a.C., na Idade Antiga (Antiguidade), caracteriza os primeiros Estados surgidos na Ásia OrientalÍndiaChina Egito. A agricultura, base da economia desses Estados, era praticada por comunidades de camponeses presos à terra, que não podiam abandonar seu local de trabalho e viviam submetidos a um regime de trabalho compulsório. Na verdade, esses camponeses (ou aldeões) tinham acesso à coletividade das terras de sua comunidade, ou seja, pelo fato de pertencerem a tal comunidade, eles tinham o direito e o dever de cultivar as terras desta. Eles eram dominados por líderes (faraó no Egito, Rei ou Imperador na Mesopotâmia, Índia e China), que eram considerados deuses ou filhos dos deuses (Teocracia). Para ajudar esses líderes, havia a classe dos sacerdotes, geralmente poderosa, e a nobreza, que se apropriava do excedente agrícola, deixando o povo sempre dependente.

Por volta de 1800 a.C., um outro povo começou a se destacar: os babilônios. O Rei Hamurábi, sexto rei babilônico, dominou a Suméria e a Acádia, e toda a região passou a ser chamada de Babilônia. No mapa abaixo, você pode ver a Suméria em azul e a Babilônia em verde:


Hamurábi criou o primeiro código (ou códice) de leis da História, que ficou conhecido como Código de Hamurábi ou Lei de Talião ("olho por olho, dente por dente"). Abaixo, a pedra onde se encontra o Código. No alto, vemos Hamurábi "recebendo" as leis do deus Shamash:




Outra obra atribuída a Hamurábi são os Jardins Suspensos da Babilônia, uma das Sete Maravilhas da Antiguidade (as Pirâmides de Gizé são outra das Sete). Abaixo, as Sete:




1 - Farol da Alexandria (no Egito);
2 - Templo de Ártemis, em Éfeso (atual Turquia);
3 - Estátua de Zeus, em Olímpia (Grécia);
4 - O Colosso de Rodes, na Grécia;
5 - Jardins Suspensos da Babilônia;
6 - Mausoléu de Halicarnasso;
7 - Pirâmides do Egito.


Após a morte de Hamurábi, a região passou por um período de desagregação, entre 1590 e 1000 a.C., quando cassitas, elamitas, hititas, mitanianos e assírios passaram por ali. Os mais agressivos foram, sem dúvida, os assírios, que praticavam crueldades, até mesmo com os prisioneiros, 




Em 612 a.C., o rei caldeu Nabopolassar derrotou os assírios, e criou o Império Caldeu, ou Segundo Império Babilônico. Seu filho, Nabucodonosor II, ampliou o Império até a Palestina, derrotando os judeus e  invadindo Jerusalém (Cativeiro da Babilônia). Mas em 539 a.C., acaba esse Império, após a derrota para Ciro, o Grande, da Pérsia...Abaixo, desenho imaginário dos Jardins Suspensos da Babilônia:




Atividade


- Resolva o "Jogo da Forca Cruzada" e grave os conteúdos:


Pistas:


1 - uma Civilização Hidráulica:
2 - uma das Grandes Pirâmides:
3 - capital do Médio Império Egípcio:
4 - povo que "ensinou" os egípcios a usar o cavalo e o ferro:
5 - estudioso que decifrou a linguagem egípcia, usando a Pedra de Rosetta:
6 - Abu-Simbel foi construída durante o Governo de...
7 - Dario I e Xerxes I fizeram parte da 27ª.........
8 - "Terra entre rios":
9 - Grande líder macedônico:
10 - Um dos rios da Mesopotâmia:
11 - Primeira civilização mesopotâmica:
12 - Criou a teoria da "Revolução do Neolítico":
13 - O Egito e a Mesopotâmia praticaram o Modo de Produção...
14 - Governo "dos deuses":
15 - Em Curitiba, existem bibliotecas que foram inspiradas no Farol de...


Agora, responda, sem demora: qual a palavra que aparece na vertical? Responda corretamente, antes que a múmia te pegue!




9 comentários:

  1. Natasha e Juliano Taques (1E): desculpem, mas tive que excluir seus comentários, pois não era para responder aqui, ok? Mas estavam certos...

    ResponderExcluir
  2. Consegui fazer a cruzadinha, muito legal :D

    ResponderExcluir
  3. Carlinha e João Gabriel....preciso que vocês indiquem a Turma, ok? Quanto à Cruzada, que bom que gostaram....

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito sobre a Mesopotâmia fico bem resumido...A cruzadinha fico bem legal. (1ºC)

    ResponderExcluir
  5. mto legal a cruzadinha gostei gustavo 1ªd

    ResponderExcluir